Curitiba, 
Nova pagina 1
  MENU PRINCIPAL
 Galeria de Fotos
 Fale Conosco
 Usuários
 Pagina Inicial
 Presidentes do Brasil
 Busca de Cep
 Busca de Cartórios
 Conheça o Brasil
 Governadores do Paraná - Imperial
 Governadores do Paraná - Republicano
COLUNAS LC
 Acidente de trabalho
 Ambiental
 Aposentadoria
 Arbitragem
 Atividade eventual
 Bancos
 Bem de Família
 Câmaras de Vereadores
 Cartão de crédito
 Célebres Julgamentos
 Conselho Nacional de Justiça
 Conselho Nacional de Justiça(CNJ)
 Conselho Tutelar
 Constituição Federal
 Contratos
 Cooperativas de crédito
 Cooperativas de Trabalho
 Crianças e Adolescentes
 Danos morais
 Direito Constitucional
 Direito do Consumidor
 Direito Empresarial
 Direitos do Empregador
 Direitos doTrabalhador
 Discriminação
 Emenda Constitucional 45/04
 Frases que marcaram
 Hist.Partidos Políticos
 IDOSOS
 Juizados Especiais
 Juizados Especiais
 Justa Causa
 Justiça Eleitoral
 Justiça On-Line
 Latim
 Leis
 Magistratura
 Ministério Público
 Municípios
 O.A.B
 Pensão Alimentícia
 Pensionistas
 Poder é Poder
 Portadores de Necessidades Especiais
 Precatórios
 Prefeituras
 RECURSOS
 Rural
 Sindicatos
 SÚMULAS
 TERCEIRIZAÇÃO
 Terceiro Setor
 Textos sucintos e interessantes
 Trabalhista
 União Estável
  NEWS LETTER
  

  Conheça os sinais da doença de Alzheimer
   

É normal ficar um pouco mais esquecido com o envelhecimento. Então como separar esse comportamento de um problema mais grave, como a doença de Alzheimer? Uma a cada oito pessoas a partir de 65 anos sofrem de alguma forma de demência. Nos primeiros estágios, a doença de Alzheimer não é muito óbvia para amigos e família. Mas há alguns pequenos sinais de alerta. 

Memória e fala


No início do Alzheimer, as memórias de longo prazo geralmente se mantém intactas enquanto, que as de curto prazo se tornam imprecisas. O indivíduo pode esquecer conversas que teve, repetir questões que já foram respondidas. A doença também prejudica a fala, então pacientes devem lutar para lembrar palavras comuns. É importante, entretanto, notar a frequência disto. Pois estresse e cansaço também têm efeito sobre a memória.

Comportamento


Além da perda de memória, o Alzheimer pode causar confusão e mudança de comportamento. Ele pode se perder em locais familiares. Mudanças repentinas de humor e dificuldade de julgamento também são comuns, assim como higiene insuficiente. Pessoas que se preocupavam com o estilo podem começar a vestir roupas manchadas e ter os cabelos sujos.

Não ignore os sinais


Mesmo sendo difícil encarar a possibilidade de que um ente querido pode ter Alzheimer, é melhor consultar um médico o mais rápido possível. Primeiro porque o diagnóstico pode nem ser de Alzheimer. Os sintomas podem ser causados por algum problema totalmente tratável, como por exemplo um desequilíbrio da tireoide. E se for a doença mesmo, os tratamento atuais funcionam melhor em pessoas que estão no início do processo.

Diagnóstico


Não existe um teste simples para o Alzheimer. Existem testes que podem avaliar a função mental e a memória de curto prazo. Além disso, exames neurológicos e ressonância podem ser usados para descartar outros problemas, como acidente vascular cerebral e tumor - e eles podem dar outras informações sobre o cérebro.

O cérebro do doente


A doença de Alzheimer leva à morte de células nervosas e à perda de tecido por todo o cérebro. A medida que ela progride, o tecido encolhe e os ventrículos (câmaras que contém fluidos cerebrospinal) se tornam maiores. O dano interrompe a comunicação entre as células cerebrais, gerando problemas em memória, fala e compreensão.

O que esperar


A doença toma caminhos diferentes em cada paciente. Em algumas pessoas, os sintomas pioram rapidamente, levando à perda de memória severa e à confusão mental em poucos anos. Em outros, as mudanças ocorrem gradualmente e levam às vezes 20 anos para se acentuar. A média de período de sobrevivência após o diagnóstico é de três a nove anos.

Como a doença afeta a rotina


Como o Alzheimer afeta a concentração, os pacientes podem perder a habilidade de resolver tarefas simples, como cozinhar e pagar as contas. A medida que os sintomas pioram, o doente pode não reconhecer pessoas da família ou lugares comuns. Podem se perder facilmente ou usar utensílios de maneira errada, como por exemplo usar um garfo para tentar pentear o cabelo. Incontinência urinária, dificuldade de equilíbrio e perda da linguagem são comuns em estágios avançados.



Fonte: O Globo - Online
Portal do Consumidor
15/7/2013


  COMENTAR ESTE ARTIGO


Atenção

Você Precisa ser cadastrado para comentar as colunas do site , se você ja é faça login, se não clique aqui para se cadastrar
O processo de cadastro é simples e rápido, faça parte desta cominidade
Nova pagina 1
  COLUNAS LC
  Direitos das Mulheres
 Advocacia
 Assédio Moral
 Benefícios
 Biossegurança
 Bullying
 Cheques
 Cidadania
 Colunas
 Comunidade Jurídica
 Concurso Público
 Condomínios
 Conselho de Justiça Federal
 Contrato de Trabalho
 Defensoria Pública
 Direito de Família e Sucessões
 DNA
 Documentos
 Doenças Profissionais
 Dumping Social
 Educação
 Entrevistas
 Estagiários
 FGTS
 Frases Circunstanciais
 Fundos de Pensão
 Glossário
 Hist. das Constituições
 Horas Extras
 Imposto de Renda
 Info. Históricas do Brasil
 Injustiça
 Justiça na Alemanha
 Lei 11.382/06 - Lei de execução de títulos extrajudiciais
 Lei 11.441/2007
 Lei nº 11.232/22.12.2005- Lei de execução civil
 Política
 Prefeitos e Vereadores
 Repercussão Geral
 Saúde
 Servidor Público
 Sinopses de textos
 Textos diversos
  FAÇA LOGIN
Login:

Senha:



  PUBLICIDADE



  PESQUISA
O que achou do site?
Excelente
Ótimo
Bom
Razoável
Ruim