Curitiba, 
Nova pagina 1
  MENU PRINCIPAL
 Galeria de Fotos
 Fale Conosco
 Usuários
 Pagina Inicial
 Presidentes do Brasil
 Busca de Cep
 Busca de Cartórios
 Conheça o Brasil
 Governadores do Paraná - Imperial
 Governadores do Paraná - Republicano
COLUNAS LC
 Acidente de trabalho
 Ambiental
 Aposentadoria
 Arbitragem
 Atividade eventual
 Bancos
 Bem de Família
 Câmaras de Vereadores
 Cartão de crédito
 Célebres Julgamentos
 Conselho Nacional de Justiça
 Conselho Nacional de Justiça(CNJ)
 Conselho Tutelar
 Constituição Federal
 Contratos
 Cooperativas de crédito
 Cooperativas de Trabalho
 Crianças e Adolescentes
 Danos morais
 Direito Constitucional
 Direito do Consumidor
 Direito Empresarial
 Direitos do Empregador
 Direitos doTrabalhador
 Discriminação
 Emenda Constitucional 45/04
 Frases que marcaram
 Hist.Partidos Políticos
 IDOSOS
 Juizados Especiais
 Juizados Especiais
 Justa Causa
 Justiça Eleitoral
 Justiça On-Line
 Latim
 Leis
 Magistratura
 Ministério Público
 Municípios
 O.A.B
 Pensão Alimentícia
 Pensionistas
 Poder é Poder
 Portadores de Necessidades Especiais
 Precatórios
 Prefeituras
 RECURSOS
 Rural
 Sindicatos
 SÚMULAS
 TERCEIRIZAÇÃO
 Terceiro Setor
 Textos sucintos e interessantes
 Trabalhista
 União Estável
  NEWS LETTER
  

  Ministro faz resgate histórico da Constituição Federal
   Ministro Gilmar Mendes

Ministro faz resgate histórico da Constituição Federal

 

 

 

O Presidente do Conselho Nacional de Justiça e presidente eleito do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, lançou na tarde de sexta-feira (04/04) na sede da Escola dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso o livro 'Curso de Direito Constitucional'. O livro que já está na sua segunda edição, traz a Constituição analisada e explicada, passo a passo, com menção ao posicionamento do STF e opiniões de juristas em casos ainda não pacificados.

 

Em seu discurso, o ministro fez um resgate histórico da história das Constituições do Brasil, desde 1934, passando pela de 1937, que vigorou durante regime militar, até a promulgação da atual em 1988. Lembrou que apesar das críticas e as várias emendas que sofreu, a Constituição Federal hoje em vigor, que completa vinte anos de promulgação, foi um marco no decorrer da história do país. Foi sancionada em um período de grande instabilidade econômica, em que a inflação chegava a 84% ao mês; surgiram muitos planos econômicos; houve o empeachment de um presidente da república. E, apesar de tudo, Gilmar Mendes, acredita que nesse tempo foram respeitados os princípios do direito garantidos na própria Constituição.

 

 Conforme o ministro, a sua obra foi baseada nas aulas proferidas por ele e pelos doutores em direito e co-autores, Inocêncio Mártires Coelho e Paulo Gustavo Gonet Branco, em cursos de pós-graduação.

 

"Procuramos escrever um livro de leitura didática e acessível. Ele serve tanto para os alunos universitários como também para consulta. Além disso, a obra consolida a jurisprudência do STF", destacou.

 

         

Para o diretor da Escola Superior da Magistratura, desembargador Márcio Vidal, sediar o lançamento desse livro, por meio da Esmagis, foi uma grande satisfação. "Estamos muito felizes com essa oportunidade de receber um magistrado na categoria do ministro, que além de tudo é mato-grossense e que irá ocupar o maior posto do Judiciário nacional", explicou.

   

            O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Paulo Inácio Dias Lessa, ressaltou a importância do papel que o ministro mato-grossense passará a representar a partir do dia 23, quando assumirá a presidência do Supremo Tribunal Federal. "Mato Grosso entra para a história com a posse do ministro Gilmar Mendes no STF, que é filho dessa terra. É uma honra muito grande para o Poder Judiciário de Mato Grosso recebê-lo aqui nesse momento para o lançamento do seu livro", ressaltou. 

               

            O lançamento contou também com a presença do vice-presidente do TJMT, desembargador Rubens de Oliveira Filho, corregedor-Geral da Justiça, Orlando de Almeida Perri, de desembargadores, magistrados, do procurador-Geral da Justiça, Paulo Prado, do prefeito de Cuiabá Wilson Santos, entre outras autoridades.

 

 

A OBRA - O ministro Gilmar Mendes discorreu na obra sobre os limites dos direitos fundamentais, direito de propriedade, direito adquirido, direitos fundamentais de caráter judicial, direito de nacionalidade, direitos políticos, Poder Executivo e Poder Judiciário. Ele também foi o responsável por examinar a parte sobre controle de constitucionalidade. O livro com 14 capítulos contém 1.364 páginas e foi publicado pela editora Saraiva e o Instituto Brasilense de Direito Público (IDP).

 

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social do TJMT
 
Fonte : TJMT
04/04 18:20


  COMENTAR ESTE ARTIGO


Atenção

Você Precisa ser cadastrado para comentar as colunas do site , se você ja é faça login, se não clique aqui para se cadastrar
O processo de cadastro é simples e rápido, faça parte desta cominidade
Nova pagina 1
  COLUNAS LC
  Direitos das Mulheres
 Advocacia
 Assédio Moral
 Benefícios
 Biossegurança
 Bullying
 Cheques
 Cidadania
 Colunas
 Comunidade Jurídica
 Concurso Público
 Condomínios
 Conselho de Justiça Federal
 Contrato de Trabalho
 Defensoria Pública
 Direito de Família e Sucessões
 DNA
 Documentos
 Doenças Profissionais
 Dumping Social
 Educação
 Entrevistas
 Estagiários
 FGTS
 Frases Circunstanciais
 Fundos de Pensão
 Glossário
 Hist. das Constituições
 Horas Extras
 Imposto de Renda
 Info. Históricas do Brasil
 Injustiça
 Justiça na Alemanha
 Lei 11.382/06 - Lei de execução de títulos extrajudiciais
 Lei 11.441/2007
 Lei nº 11.232/22.12.2005- Lei de execução civil
 Política
 Prefeitos e Vereadores
 Repercussão Geral
 Saúde
 Servidor Público
 Sinopses de textos
 Textos diversos
  FAÇA LOGIN
Login:

Senha:



  PUBLICIDADE



  PESQUISA
O que achou do site?
Excelente
Ótimo
Bom
Razoável
Ruim